Olheiro do Corinthians seleciona jogadores

Olheiro do Corinthians seleciona jogadores

Profissional do clube paulista, Ricardo Oliveira, esteve em Caraguatatuba selecionando atletas da região

Apesar da chuva, várias crianças participaram do evento. (fotos Daniela Andrade)

Mais de 170 atletas entre 11 e 14 anos participaram da seletiva do Esporte Clube Corínthians nesta segunda-feira, no centro Esportivo Municipal Ubaldo Gonçalves (CEMUG), em Caraguatatuba. Apenas quatro conseguiram vaga para segunda etapa que será em São Paulo. As Inscrições foram feitas, mediante a doação 1 kg de alimento e 1 litro de leite, que foram encaminhados ao Fundo Social de Solidariedade de Caraguatatuba.

Gabriel Felipe Tomé, conhecido como “Birô Birô”, nascido em 2004, foi um dos atletas selecionados. “Estou muito feliz por poder mostrar o meu futebol e conseguir me destacar”, conta o jovem.

Rafael Basagli, de 2008, ponta direita, deixou o pai, Fabiano de Brito, emocionado com o desempenho dele. “Estou emocionado. Hoje foi uma boa conquista para o meu filho. Estou muito orgulhoso e feliz por ele estar realizando um sonho”.

Os atletas Hugo Vinicius (2008) e Rafael Silva (2005) também se destacaram naquela manhã chuvosa de segunda-feira. Hugo veio acompanhado de toda a família e ficou muito emocionado com o resultado.  A mãe dele, Carolina Oliveira contou que o garoto já participou de outras seletivas e se destacou. “Mas ele queria vir para o Corinthians, que é o time de coração dele”, explica. Entusiasmado, o pequeno disse que sonha conhecer Balbuena, um dos defensores do clube.

Já Rafael Silva crê que será importante participar do treinamento em São Paulo. “Quero mostrar meu futebol e me destacar por lá”.

Também houve quem veio de longe para seletiva mas não teve tanta sorte. Valcerlan Oliveira, técnico em barra do Sahy, a 56 km de Caraguatatuba, trouxe consigo os filhos, Lucas, de dez anos, e Gabriel, com 11. Os dois jogam no sub 11. “Infelizmente não passaram hoje, mais gostei do desempenho dos meus garotos”, conta o pai.  Gabriel está de malas pronta para o Paraná, já que se destacou em uma seletiva do Atlético Paranaense. O garoto deixou um conselho para o irmão caçula Lucas. “Hoje não conseguimos, mais amanhã pode ser melhor. Agora é focar nos nossos objetivos, estudar bastante, treinar bastante e ir atrás dos nossos sonhos”.

O desempenhos dos atletas esteve na mira do professor Ricardo Oliveira, observador técnico do Corinthians, que afirmou que para ser selecionado o atleta precisa, na parte técnica, saber utilizar alguns fundamentos básicos. “O domínio, passe, finalização, cabeceio, vai depender da posição da criança”, explica.

Para Ricardo, a idade da criança também é um fator de influência.  “Quanto mais novo, é mais fácil, pois os meninos mais velhos já vêm com certos vícios. Quanto antes conseguirmos levar o atleta pro clube, melhor! Prefiro que os atletas sejam “crus” para que possamos desenvolvê-lo dentro do clube”.

Ricardo Oliveira, olheiro do Corinthians, esteve em Caraguá selecionado garotos para a base do Clube.

Ele explica ainda que a partir de agora, os quatro selecionados  passam para a fase de observação, dentro do Parque São Jorge. O olheiro ressalta a importância da parceria que recebe dos professores e técnicos Claudio Ferreira, Lincoln Sato, Leonardo Sergio, da Secretaria de Esportes de Caraguatatuba ao realizar a peneira.

Claudio, tinha como principal função, distribuir os coletes e direcionar cada atleta à sua função. Leonardo e Lincoln estavam à disposição para todas as funções de acordo com o que o olheiro pedia.

A seleção contou com participantes nascidos entre 2006 e 2009 – que terão o período de observação de 27 de novembro a 1° de dezembro –  e  os nascidos entre 2003 e 2005, que participam na semana do dia 06 a 10 de novembro. Os dois grupos terão uma rotina de treinamento diário junto a atletas selecionados do Brasil todo.

 

NENHUM COMENTÁRIO ATÉ O MOMENTO

Leave a Reply