Destaque

0 209

O próximo passo é o México

A Companhia na apresentação do Super Star Dance. (Foto: Arquivo pessoal)

A Cia. Filhas da Dança conseguiu se classificar para um festival no México. O grupo esteve no Paraguai no último fim de semana (dias 7 e 8 de outubro) participando do concurso Super Star Dance, em Ciudad Del Este, onde conquistou a vaga. A equipe competiu em sete categorias e as dez bailarinas foram premiadas em todas as coreografias.

Criada pela bailarina, ginasta e coreógrafa, Evelin Sabará, e formada por bailarinas e ginastas desde sua criação (em 2012), a companhia leva o nome de Caraguatatuba a competições interestaduais e no exterior. 

Cia. Filhas da Dança representou o município de Caraguatatuba em Festival Internacional. (Foto: Arquivo pessoal)

Karen Barroso, uma das integrantes do grupo, conta como foi sua experiência como atleta. “Para mim foi uma experiência incrível. Participei com dois grupos, em dois estilos diferentes: Contemporâneo e Danças Urbanas. Foi um desafio, mas muito gratificante, com bons resultados graças a Deus”.

Roberta Silva, mãe da caçula do grupo, Rayane –  de apenas 9 anos – fez sua primeira viagem ao exterior com a filha atleta que conseguiu bons resultados em suas apresentações. “É muita emoção. Muito gratificante, pois passamos por muitas coisa pra chegar em cada festival. Chegamos a escutar que não seríamos capazes de ir”, conta.

 

Confira os resultados abaixo:

 

1º Lugar: Solo Contemporâneo (Infantil)

Gabriela Odorizzi M. Fernandes

Coreografia: Descoberta

 

1ª Lugar: Solo Contemporâneo (Juvenil)

Flaviane da Silva Rodrigues

Coreografia: Busca

 

1º Lugar: Solo Contemporâneo (Adulto)

Evelin Sabará

Coreografia: Poesia em mim

 

2º Lugar: Solo Clássico (Infantil)

Natalia Lima Stillano

Coreografia: Paisant

 

1º Lugar: Grupo Contemporâneo (Adulto)

Arletea Gonçalves Leite

Evelin Sabará

Viviane Maia

Gabriela Odorizzi

Flaviane da Silva Rodrigues

Maria Emilia S.P. de Andrade

Karen Siqueira barroso

Coreografia: Ponto de Partida

 

1º Lugar: Grupo Contemporâneo (Adulto)

Arletea Gonçalves Leite

Evelin Sabará

Viviane Maia

Gabriela Odorizzi

Flaviane da Silva Rodrigues

Maria Emilia S.P. Andrade

Karen Siqueira Barroso

Coreografia: Compassos

 

1º Lugar – Grupo Jazz (Infantil)

Gabriela Odorizzi

Natalia Lima Stillano

Joana Silva Prates

Rayane da Silva Rodrigues

Coreografia: Coisas de Meninas

 

Parte da verba será destinada ao final das obras da Unidade Básica de Saúde no centro da cidade

Maquete da futura UBS no centro da cidade que tem prazo para ficar pronta até julho do próximo ano.(Foto:Divulgação)

Em nove meses (até julho do próximo ano), Ubatuba vai ganhar mais uma Unidade Básica de Saúde (UBS), um Centro De Atenção Psicossocial (CAPS) e um outro de Referência de Álcool e Drogas (CREAD). Os projetos só foram possíveis graças a uma parceria com a Secretaria Estadual da Saúde, que disponibilizou – via Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) – R$ 12 milhões. Outros R$ 3 milhões serão aplicados para a reforma do posto de saúde do Ipiranguinha e Puruba.

Segundo o secretário municipal da Saúde, Alessandro Cacciatore, a nova UBS já está sendo construída no centro da cidade e receberá duas equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF) no Centro, que correspondem às unidades do bairro Umuarama e Sumaré, que atualmente estão localizadas em imóveis alugados.

A Secretaria de Comunicação informou que o prefeito garantiu ser este investimento um avanço na melhoria da saúde “Esta parceria com o governo do Estado nos permitirá avançar e assim dar início ao nosso programa de recuperação da saúde pública municipal”, afirma o prefeito Delcio Sato.

A parceria faz parte do programa “Saúde em Ação”. Por intermédio dele, são construídas novas unidades de saúde, é feita a capacitação dos servidores e ainda investe-se em equipamentos nas unidades. Dessa forma, reduz-se o volume de pacientes nos hospitais e ao mesmo tempo melhora-se a infraestrutura e a qualidade no atendimento.

Saúde em Ação

O “Saúde em Ação” é um programa do estado de São Paulo cujo intuito é fortalecer e melhorar a qualidade dos serviços prestados à população. O programa financia 826 milhões de reais em 71 municípios, incluindo o Litoral Norte. O programa conta com a parceria do Governo do Estado e com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O projeto pretende realizar 163 obras na área da saúde no Brasil.

 

Local lidera a lista há mais de dez anos. Outras áreas perigosas são as avenidas Geraldo Nogueira da Silva e Dr. Arthur Costa Filho.

Há dez anos, a avenida, onde se localiza o Hospital Stella Maris, é o principal foco de acidentes na cidade. (Foto: Ilda Zenita)

A Avenida Miguel Varlez é atualmente o ponto onde mais ocorreram acidentes de trânsito em Caraguatatuba, segundo os dados estatísticos colhidos até o primeiro semestre de 2017, na Secretaria de Trânsito e Segurança. Em segundo lugar, está Av. Geraldo Nogueira da Silva, e logo em seguida a Av. Dr. Arthur Costa Filho, que de acordo com os dados teve redução em acidentes comparando-se com anos anteriores.

No geral, entre 2007 e o primeiro semestre deste ano, a Av. Miguel Varlez contabilizou 682 acidentes. O segundo lugar ficou com a Av. Dr. Arthur Costa Filho, com 532 ocorrências.

Por outro lado, os pontos mais tranquilos da cidade, em relação a ocorrências, são as Avenidas Anchieta e Prestes Maia, que não tiveram nenhum acidente registrado neste ano até o momento.

O ano de 2010 foi o principal foco de acidentes na cidade. (Fonte: Secretaria de Trânsito)

Em dez anos a frota de Caraguatatuba mais que dobrou. Até julho de 2017, a cidade tinha 62.262 veículos circulando contra 25.881 em 2007, ou seja um aumento de 140%.  Os dados demonstram ainda que o veículo que mais participa de acidente na cidade é o automóvel. No entanto,  é a motocicleta que gera mais vítimas, 43%.

A moto é o veículo que mais gera vítima no trânsito de Caraguá. (fonte: Secretaria de Trânsito)

Nos últimos dez anos, a média de acidentes de trânsito nos meses de dezembro e janeiro superam os outros meses, com 70 e 85 acidentes respectivamente. Dos acidentes, a colisão dispara em primeiro lugar. Segundo Jefferson Calza, Chefe de Seção do Setor de Triagem e Estatísticas da Secretaria de Trânsito, Segurança e Defesa Civil  as pessoas costumam confundir colisão com choque. “A colisão acontece quando há uma batida de dois veículos em movimento. Quando a batida se dá em um objeto parado, é considerado choque”, explica. Dessa forma, quando um carro e uma bicicleta, que também é considerada veículo não motorizado, colidem em movimento, é considerado colisão. Já se o ciclista estiver empurrando a bicicleta, o acidente é classificado como atropelamento.

Calza ainda conta que quando um local apresenta um número elevado de acidentes, providências são tomadas por uma equipe que faz o estudo técnico para analisar a situação. “Por exemplo, colocamos uma lombada, diminuímos a velocidade, depende do caso”, conclui.

0 27

A redução se dará com a implantação de um novo programa de coleta seletiva na cidade

Empresas antes subsidiárias passaram a ser terceirizadas pela prefeitura. (Foto: Divulgação)

Os caminhões de lixo que sobem a Rodovia dos Tamoios para o aterro de Jambeiro, diariamente, sofrerão uma diminuição da carga em breve. Isso porque cada vez mais será reduzida a tonelagem de resíduos em função da intensificação da coleta seletiva de lixo, o que implicará na redução do carregamento de lixo reciclável. Esta é a perspectiva da Prefeitura de Caraguatatuba, que lançou um novo programa de coleta seletiva no último mês de agosto.

Prefeitura pretende diminuir o transbordo com nova coleta seletiva. (Foto: Divulgação)

Segundo o chefe de Meio Ambiente da Secretaria de Meio Ambiente de Caraguatatuba, Reinaldo Gomes Dias, o lançamento deste novo programa faz parte de uma série de medidas que a prefeitura vem tomando para melhorar a qualidade de vida e reduzir cada vez mais o lixo na cidade através da reeducação ambiental dos moradores.

As empresas de coleta seletiva, que já atuavam na cidade há cerca de cinco anos subsidiadas pela prefeitura, agora atuarão como empresas terceirizadas. São elas as cooperativas Maranata e Pegorecicla, sediadas respectivamente nos bairros Ponte Seca e Pegorelli, responsáveis pelas regiões centro-norte e centro-sul.

Gomes Dias ainda disse que a pretensão principal da prefeitura com essas medidas é a de aumentar a separação e recolhimento de lixo limpo, implicando na diminuição de tonelagem diariamente levada para Jambeiro. O objetivo é que apenas seis e não oito carretas subam a Serra todos os dias, reduzindo-se o gasto diário em até R$12 mil.

Gomes Dias também comentou sobre a situação das cooperativas, que terão total apoio da prefeitura para se manterem e que uma das maiores preocupações a curto prazo é a de que o cooperado sobreviva apenas da coleta. A longo prazo, disse que a prefeitura pretende instalar a política do lixo zero. “É quase utópico, coisa de 20 anos pra frente, mas queremos que o lixo seja 90% reciclável, 9% de composto orgânico e apenas 1% de contaminantes que serão descartados”.

A coleta seletiva já está em funcionamento e os itinerários podem ser consultados no site da prefeitura de Caraguatatuba.

Na saída do evento, alunos destacam a importância das colocações sobre estágio feitas por Tiago Bezerra.

Tiago Bezerra relata o inicio de sua experiência como estagiário na Rádio Band-Vale. (Foto: Bianca Oliveira)

A luta em busca de estágio foi o tema que monopolizou a palestra de Tiago Bezerra, estagiário da Rádio Band Vale e repórter e apresentador da TV Bandeirantes, na quarta-feira(20), durante a semana institucional do Módulo. Tiago está no último ano de Jornalismo, mas já atua como profissional na TV, embora ainda faça estágio em Rádio.

A experiência de Tiago contagiou a estudante Karina Fagundes, do segundo semestre de Jornalismo. Ela disse que a palestra foi mais do que ela esperava e que o estágio em si não era como pensava. “Antes eu imaginava que a gente precisava necessariamente ter um contato para entrar em uma grande empresa pra você começar no ramo que escolhesse, mas Tiago mostrou que não. Ressaltou que precisamos correr atrás do que queremos e que nós mesmos fazemos a nossa oportunidade.” Karina disse ainda não ter feito estágio, mas que se puder escolher, optará pelo rádio.

Estudantes atentos na palestra do Jornalista Tiago Bezerra. (Foto: Gabriela Paternella)

Já o estudante Israel Sousa Nunes, do sexto semestre de Jornalismo, gostou da palestra porque se identificou com a história de Tiago, pelo fato de ser estagiário no primeiro ano e de tentar ser criativo sempre, característica ressaltada pelo palestrante. Israel começou como frila no jornal Tamoios News. “Fui ganhando confiança do dono do jornal até que virei o repórter de Ubatuba, aliás o único daqui.”

O estudante afirma que a maior dificuldade como estagiário foi ter contatos, porque ninguém quer fazer contato com estagiários, exceto algumas pessoas. Pra ele, a mensagem que ficou da palestra foi mesmo a de ser criativo “No estágio, para você se destacar é preciso ser criativo e além de tudo proativo. Não se pode deixar escapar a chance de algo melhor.”

O profissional, ainda estudante, relata sua trajetória em busca de uma vaga por estágio

Tiago atualmente ainda estagia na rádio Band Vale FM e trabalha na TV Band (Foto: Gabriela Petarnella)

Exemplos de dedicação, perseverança e inspiração marcaram os alunos de jornalismo na palestra do apresentador de rádio, Tiago Bezerra, na quarta-feira (20). Em entrevista exclusiva antes de sua palestra, Tiago ressaltou que “dedicação é a palavra chave”. Justificou a frase pela sua própria experiencia, visto ser ainda estudante do ultimo ano do curso de jornalismo e conciliar faculdade e estágio desde o final de seu primeiro ano letivo. Salientou, no entanto, ser importante haver a divisão dos horários para não ocorrer o atropelamento entre estudos e estágio.

O estudante que já tem experiencia razoável em rádio e tv conta ter enfrentado uma maratona atrás de uma vaga por estágio na Band Vale, por quase um ano, sempre sem resposta. Mas chegou o dia que surgiu a oportunidade de uma entrevista com um antigo chefe da Band Vale FM, tudo em função de um trabalho acadêmico da faculdade. Foi justamente o que ele precisava para mostrar o que sabia fazer, e assim, ao final da entrevista, Tiago obteve sua resposta: estava contratado em seu primeiro ano de universidade. Ele garante que se não fosse sua insistência não estaria onde hoje está.

Tiago conta que desde criança tinha o sonho de um dia trabalhar na televisão. Sua primeira faculdade foi de Psicologia, na qual cursou três dos cinco anos obrigatórios. Estudou na Escola Municipal de Artes Maestro Fêgo Camargo e trabalhou como estagiário no Sítio e Museu Monteiro Lobato, onde entendeu sua vocação de comunicador. Depois disso, ainda tentou se licenciar em Arte e trabalhar como professor, o que durou pouco tempo até que finalmente começou seus estudos em Jornalismo.

Para quem ainda tem dúvidas, ou já sabe qual ramo seguir, o jornalista aconselha ser importante abraçar novas experiências, não ter medo de fazer algo que não seja o que estava nos seus planos e também criar suas próprias oportunidades, assim como ele fez.

Aos alunos que já estagiam, orienta para que não tenham medo de opinar e que não se deixem escravizar.

Alunos que estagiam se identificaram e se motivaram (Foto: Gabriela Petarnella)

Ressalta ainda que aproveitem a aprendizagem e chance de crescimento profissional. Exemplo disso é como entrou na Tv Band, após o estágio na Band Vale FM. Utilizou seus contatos feitos na rádio e a experiência profissional adquirida, trunfos que o levaram à TV, no primeiro momento como repórter.  Recentemente assumiu uma substituição como apresentador do programa Donos da Bola, que vai ao ar diariamente na Tv Band.

Ao final da entrevista, o jornalista deixa um  alerta para aqueles que enfrentarão a sua mesma maratona: “Mesmo depois de todo o esforço e dedicação, vocês ainda terão que ouvir das pessoas que foi sorte. Mas não é bem assim… é só dedicação.”

Grupo ajudou a organizar a Semana Institucional para os cursos de Jornalismo e Publicidade

Alunos do quinto e sexto semestre de jornalismo na preparação da Semana Institucional (Foto: Lucas Bueno)

Na XXIV Semana Institucional do Centro Universitário modulo, os alunos do quinto e sexto semestre ficaram responsáveis pela organização das palestras de comunicação. O evento foi aberto ao público e realizado no campus da Martim de Sá.

Os estudantes foram divididos em equipes com quatro integrantes. Cada grupo ficou responsável por um setor e assim foram realizadas reuniões com os professores da área durante o semestre para a preparação do evento.

Bruna Natalli e Raell Nunes nos bastidores da Semana Institucional (Foto: Lucas Bueno)

Foram cinco dias de palestras com temas relacionados a Jornalismo e Publicidade e Propaganda. Nelas foram abordados o  Radiojornalismo ontem e hoje, com Luciano Maluly;  User Experience, com Murilo Muniz;  Publicidade no Litoral Norte, com Gustavo Gobbato; Brasil Urgente: como é feita a produção para a TV de programa transmitido em rede nacional com Rodrigo Gabriel e Elisangela Almeida, entre outras.

Na terça-feira, os alunos tiveram já que resolver um problema.  O convidado teve que ser alterado em cima da hora. Assim,  o tema discutido foi “Estratégias de Comunicação na FUNDACC”, com Mara Cirino.

“Um dos palestrantes não pode comparecer por problemas de saúde, mas conseguimos solucionar o problema”, explicou a aluna de Jornalismo Carol Cordeiro. O tema inicial para a palestra era “Evolução histórica da comunicação”, com Antônio Fernando Costella.

Segundo a aluna de Jornalismo Bruna Natalli, os alunos sempre recebiam o suporte dos professores e por conta disso tudo ocorreu conforme planejado.

Murilo Muniz explicou sobre User Experience e suas experiências profissionais para alunos na Semana Institucional

Alunos assistindo a palestra de Murilo Muniz sobre User Experience para o curso de Publicidade e Propaganda (Foto: Bruno Lázaro)

No primeiro dia de palestras da XXIV Semana Institucional, o curso de Publicidade e Propaganda teve a presença de Murilo Muniz, que é formado em Comunicação Digital, pós-graduado em Marketing e Comunicação Integrada pela Mackenzie. Murilo explicou para alunos e visitantes um pouco sobre User Experience: A experiência do usuário dentro e fora do digital. Na palestra, foram dados variados exemplos de como funciona e de que forma esse método se aplica dentro de uma empresa, usando como exemplo a Agência Title Digital, da qual ele é proprietário e co-fundador, em São Paulo.

Palestrante Murilo Muniz explicando sobre User Experience (Foto: Maria Isabel)

Os alunos de Publicidade e Propaganda eram a maioria na palestra, como Josy Andrade, que afirma que Murilo conseguiu esclarecer diversas dúvidas que tinha. “A experiência do usuário não é só digital, também pode ser física. E outras dúvidas que eu tinha e não faziam parte da palestra”.

Outro aluno que assistiu o evento e saiu satisfeito foi Wagner Henrique dos Santos, que é dono de uma empresa de produção artística. Ele contou que foram esclarecidas dúvidas sobre como agir na contratação de uma agência para fazer alguns trabalhos específicos dentro da sua empresa. “Queria saber se abria um setor na minha empresa de publicidade ou contratava uma agência do Vale que trabalhasse com isso. E ele me esclareceu.”

Entre as pessoas que assistiam à palestra, também havia alunos de outros cursos, como James Alves que faz Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS). James explica que as duas áreas têm coisas em comum. “Ele falou sobre o pessoal dele, que já programou e me identifiquei bastante”, conclui.

Comunicação Institucional no grupo Cruzeiro do Sul foi o tema abordado por Mary Wakabara

Palestrante Mary Wakabara durante palestra nesta quinta-feira (Foto: Raissa Carbonari)

No penúltimo dia da Semana Institucional (21/09),  a faculdade recebeu a gerente de Comunicação e Marketing da Cruzeiro do Sul, Mary Wakabara, para falar sobre a Comunicação Institucional no grupo Cruzeiro do Sul e no Centro Universitário Módulo de Caraguatatuba. O tema foi direcionado aos alunos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda (PP).

Durante a palestra, Mary contou como funciona o Jornalismo e a Publicidade e Propaganda da instituição. De acordo com a estudante Bruna Souza, de PP, o evento superou suas expectativas. “Sinceramente foi até melhor do que eu imaginei”, relatou.

Palestrante Mary Wakabara durante palestra (Foto: Raissa Carbonari)

A palestrante se aprofundou nos assuntos abordados e explicou como funcionam os cuidados com as redes sociais, assessoria de imprensa, custos, problemas, quantas pessoas trabalham na equipe Cruzeiro do Sul, duração da finalização de um projeto, e de forma exclusiva aos alunos, mostrou os vídeos das propagandas em desenvolvimento do Vestibular 2018 das instituições de ensino que fazem parte do Grupo Cruzeiro do Sul.

Para os estudantes de Publicidade e Propaganda, a palestra foi um complemento dos assuntos contemplados em sala de aula. “Das palestras que eu fui essa semana, essa foi a melhor. A palestrante se comunicou bem e exemplificou muito bem. Abordou o que o professor adiantou pra gente sobre a palestra e um lado mais amplo das experiências que ela tem”, disse Gabriel Ruiz estudante do segundo semestre de PP.

Alunos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda assistindo a palestra (Foto: Jhessica Fernandes)

Ao finalizar a palestra, Mary Wakabara deixou uma mensagem para os alunos. “Não tem fórmula mágica. A gente precisa é ter foco. O que que você quer para a sua carreira? Não é ‘eu quero’. É, ‘eu quero, e quando’. Porque só ‘eu quero’ fica igual academia na segunda-feira. Tem tempo, mas vocês não têm tanto tempo. Saber o que você não quer fazer para a sua carreira, já é metade do caminho andado. Vai muito do objetivo que você tem pra vida. Estudem, leiam bastante. Conhecimento não ocupa espaço. É a única coisa que ninguém nunca vai tirar de vocês”.

A afirmação é da gerente de Comunicação e Marketing da Cruzeiro do Sul, Mary Wakabara, que falou para alunos do Módulo

Mary detalhou algumas das estratégias desenvolvidas pelo grupo que comanda na Cruzeiro do Sul (Foto: Jhessica Fernandes)

A maneira como as empresas atualmente lidam com a era digital e como devem agir para estar a frente dos concorrentes, foram o tema principal abordado pela gerente de comunicação e Marketing da Cruzeiro do Sul Educacional, Mary Wakabara, na palestra de quinta-feira (21/09) durante a Semana institucional. A profissional falou para os alunos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda do Módulo.

Mary atua na administração de todo o marketing digital, institucional e midiático da Cruzeiro do Sul Educacional, mas antes trabalhava na área da comunicação em outra empresa, porém na TI (Tecnologia da Informação).

Em relação às mídias sociais, a gerente disse que são uma via de mão dupla e que temos que tomar muito cuidado com o que falamos, porque as pessoas podem entender de outra forma. “Não estamos falando apenas com o aluno, e sim com o amigo do aluno, a mãe etc. É um mundo à parte, em que as empresas estão aprendendo constantemente como lidar”.

Antes de sua apresentação, Mary resumiu ao FocaNaWeb o objetivo de sua palestra: mostrar como está estruturada a diretoria de marketing do grupo, os pilares em que atuam, além de exibir algumas campanhas das instituições de ensino do grupo.

Mary, que já fez palestras em outras unidades da  Cruzeiro, disse que aprecia poder mostrar a visão do grupo educacional para os alunos. “Conhecer um pouquinho mais do nosso estudante é o resultado que a gente consegue ter nas palestras, recebendo o feedback de algumas ações que realizamos”, finalizou.

 

OUTRAS NOTÍCIAS

0 5
As tecnologias estão colocando fim em algumas atividades exercidas pelo homem. Entre muitos exemplos, a Taquigrafia e a Estenotipia parecem estar com os dias...