Authors Posts by Sammara Albuquerque

Sammara Albuquerque

7 POSTS 0 COMENTÁRIOS

0 19

Voa São paulo foi a ganhadora da licitação superando expectativas em valor de oferta no leilão.

Gastão Madeira - Aeroporto de Ubatuba antes das alterações programadas pela licitação. (Foto: ARTESP)

A empresa Voa São Paulo foi a escolhida para administrar e operar todos os aeroportos estaduais paulistas licitados. Em julho, o Governador Geraldo Alckmin assinou contrato de concessão de cinco aeroportos estaduais para licitação de empresas privadas. A empresa ofertou R$ 25 milhões de reais, que surpreendeu por superar em mais de 100% o valor mínimo de outorga que era de R$ 12,159 milhões previstos para a licitação. A segunda oferta pelo lote foi da Gran Petro Distribuidora de Combustíveis Ltda. no valor de R$ 12 milhões. A empresa ganhou a licitação de 30 anos dos aeroportos de Campinas, Jundiaí e Bragança Paulista, Itanhaém e Ubatuba.

Na cidade de Ubatuba, a empresa tem como previsão um investimento na casa de R$ 18,27 milhões com ampliação dos vôos comerciais com destino de Campinas e São Paulo, a construção de um hotel e um centro comercial no local. “A empresa Voa São Paulo também assumiu o compromisso de projetar e fazer as obras complementares para facilitar a circulação no local, que hoje em dia é precária, tirando assim esta responsabilidade da prefeitura ou do estado”, informa a secretária de Comunicação Social de Ubatuba Elaine Pinho Gonçalves Pimentel.

 

Aeroporto Gastão Madeira (Foto: Acervo de Ubatuba)

Os moradores e trabalhadores da região vêem esta reforma com bons olhos, até mesmo para o diretor do Aquário de Ubatuba, Hugo Gallo. “A reforma do aeroporto pode ser muito positiva para o turismo. Encaramos com uma perspectiva muito boa pra cidade. Vai ligar Ubatuba com outros grandes aeroportos, e isso tem muito interesse para todos nós.  No ponto de vista dos animais do Aquário, não haverá nenhuma interferência, até porque aqui será para aviões pequenos, numa pista mais reduzida, então isso não nos afeta. Se fosse para grandes jatos, poderíamos nos preocupar com a dimensão da obra, mas não é o caso.” afirma Gallo.

Wesley Jefferson de Jesus, morador da cidade de Ubatuba, acredita que o local está abandonado. Como esse espaço não é bem utilizado, com a construção do shopping e do hotel, e com ampliação dos vôos comerciais, criará uma boa oportunidade de empregos para as pessoas, gerando quem sabe um crescimento na cidade.  “Se a empresa realmente cumprir com o que promete será ótimo,” complementa Ana, também moradora da cidade.

O aeroporto anteriormente prestava serviços para vôos panorâmicos e particulares, eventos anuais de para-quedismo e palco para eventos esportivos. Até o fechamento desta edição, não foi possível o contato com os responsáveis da empresa Voa São Paulo.

Obra beneficiará o sul da cidade, incluindo-se a melhoria do transporte aquaviário e pesqueiro

O rio Juqueriquerê é o único rio navegável de todo o Litoral Norte. (foto: Luiz Fernando Gava)

A redução significativa dos alagamentos nos bairros na região sul de Caraguatatuba e, posteriormente a possível implantação de um serviço de Aquabus até São Sebastião e Ilhabela são os principais resultados que deverão advir do projeto de construção de um enrocamento no rio Juqueriquerê. A conclusão da obra está prevista para o segundo semestre de 2020.​​

O projeto, apresentado à população em outubro, já foi iniciado e visa primeiramente diminuir o assoreamento e ampliar a drenagem do rio. Com a sua foz localizada no sul de Caraguatatuba, o rio tem aproximadamente 14 quilômetros de extensão, sendo a maior bacia hidrográfica da região. É o único rio navegável do Litoral Norte e responsável pela geração de empregos para mais de duas mil pessoas.

A principal ação do projeto é a construção de uma espécie de contenção maciça, composta por blocos de rochas compactadas, com a finalidade de impedir a erosão das margens e dissipar a força das ondas.
Segundo o secretário de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca de Caraguatatuba, Marcel Giorgeti, a construção feita no sentido do mar evitará o acúmulo de sedimentos à margem do rio. “É preciso realizar todo um estudo hidrológico para entender qual a posição correta, a largura necessária e a distância dessa barragem.

As margens do rio Juqueriquerê. (Fotos: Claudio Gomes)

Esses estudos detalhados auxiliarão na revitalização da obra”.

Giorgeti explica também que será adicionado um maquinário às águas do rio com propósito de coletar dados, principalmente aqueles sobre o comportamento do rio.  Uma empresa terceirizada fará simulações em um programa de computador para decidir a melhor forma de implantar o enrocamento.

A assessora da Secretaria de Serviços Públicos (Sesep), Márcia de Paula, informou que já foi solicitado um licenciamento ambiental ao DAEE (Departamento de Água e Energia Elétrica), órgão que tem o poder outorgante sobre o rio juntamente com o Governo do Estado de São Paulo. A documentação é obrigatória para qualquer ação que possa causar danos ao meio ambiente, garantindo assim que a limpeza será feita da forma menos impactante possível. “A prefeitura está solicitando a vinda de uma escavadeira DragLine, caçamba especializada na limpeza de rios, já que este tipo de higienização não é feito no local desde 2008. Porém, semanalmente, a limpeza dos lava-pés de barco é feita pela Sesep, além da roçada das margens​” explica Márcia.

A contenção das margens do rio será feita a partir da foz do Juqueriquerê.

Em relação à possibilidade de funcionamento, no futuro, do serviço de Aquabus, o comerciante e morador do bairro Porto Novo, Luciano Siqueira, diz que “será muito bom para melhorar o turismo na região sul, já que os melhores pontos turísticos estão na região norte da cidade. Vejo isso também como uma forma de aumentar os empregos no meu bairro. Quem sabe eu não abra meu ponto de vendas aqui mesmo”. A Prefeitura planeja a vinda de uma empresa terceirizada que faça o serviço de Aquabus.

O profissional mostrou estratégias de mercado e contou para os estudantes detalhes sobre a sua carreira

Gustavo Gobbato na palestra "Publicidade no Litoral Norte"

No terceiro dia da XXIV Semana Institucional do Centro Universitário Módulo, o curso de Publicidade e Propaganda contou com a presença do publicitário Gustavo Gobbato.

“O que a gente vê no Litoral Norte é que o mercado regional está muito ligado ao varejo: mercados, shoppings, hotéis e comércios; que são atividades onde a propaganda se relaciona de forma natural e precisam de uma geração de demanda. Então a propaganda acaba sendo uma ferramenta eficaz e necessária para esse tipo de serviço e economia que existe na região”, disse Gobbato em entrevista ao FocaNaWeb.

Gustavo responde perguntas dos alunos (Foto: Galvão Junior)

O publicitário teve como foco em sua palestra mostrar aos jovens estudantes formas de aplicar as técnicas usadas em grandes cidades no litoral. Entre as ferramentas sugeridas, estavam as campanhas periódicas, que atraem o público mesmo no espaço entre eventos,  e estratégias que avaliam quais são as necessidades do mercado local em cada segmento empresarial.

Gobatto também contou sobre seus empregos no meio publicitário. Mostrou as diferenças que percebeu no decorrer de sua carreira, que começou como funcionário de uma grande agência de publicidade, depois passou a ser dono de uma agência e hoje faz parte de um hotshop, a Avalanche, sua atual empresa.

O Grupo Avalanche é uma união de profissionais criativos que se relacionam e se apoiam por meio de uma rede hotshop; onde se pode fazer trabalhos juntamente com profissionais da área de todo o mundo sem precisar viajar. Existe empresas do Grupo Avalanche em Amsterdã, Buenos Aires, São Paulo, São José dos Campos e agora em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha e cadastrados no LEAG-ME (cadastro unitário sem vínculo com agências), que envolve criativos de todo mundo.

 

0 53

Além de criar conta no site Vakinha, grupo apresenta dois espetáculos no Mário Covas, em setembro

Geração Futuro conta com 80 integrantes, mas só quatro irão viajar. (Foto: arquivo pessoal de Marcela Galdino)

O grupo de danças urbanas Geração Futuro (GF) apresentará espetáculo no Teatro Mario Covas, em setembro, para conseguir verba a fim de competir na final do campeonato “Super Star Dance”, que ocorre no Paraguai em outubro deste ano. Outra opção utilizada pelo grupo com objetivo de obter a verba foi a abertura de uma conta no site Vakinha, que permite a arrecadação de qualquer valor para ajudar a companhia de dança. O grupo precisa arrecadar cerca de R$ 6 mil.

A classificação do GF para o campeonato no Paraguai se deu após o grupo de Caraguatatuba vencer o H2BEACH, competição de danças realizada em São Vicente, no ano passado. Sem apoio da prefeitura de Caraguatatuba, o grupo optou por obter a verba por conta própria.

O espetáculo no Mário Covas, que leva o nome de “Conexões Urbanas”,  ocorrerá no dia 23 de setembro e terá duas apresentações, às 15 e às 20 horas. Os ingressos custam R$ 15,00 (inteira) e R$7,50 (meia-entrada). O valor reduzido do ingresso serve aos servidores públicos, estudantes, deficientes e idosos acima de anos. O dinheiro arrecadado com os ingressos será integrado ao valor da Vakinha. Os depósitos pelo site podem ser feitos até o dia 27 de setembro, uma semana antes do evento. “Se vendermos todos os assentos à meia-entrada já conseguiremos o valor necessário para viajar. Embora nosso grupo conte com 80 integrantes, seremos apenas quatro bailarinos, mais o diretor do espetáculo e a mãe de uma dançarina menor de idade”, diz o dançarino Hilton Learte.

A ex-bailarina do grupo, Débora Almeida,  afirma que os problemas para que continuem representando Caraguatatuba nas competições são cada vez maiores. “A maior dificuldade que temos é a falta de apoio da prefeitura. É complicado, porque estamos levando o nome da cidade e tentando trazer premiações e até mais visibilidade para Caraguá.”

Cerca de cem dançarinos já participaram do grupo de danças urbanas Geração Futuro, e após as audições de julho deste ano o grupo conta com 80 integrantes. Com grande sucesso na região do Litoral Norte, o grupo tem uma média de 47 mil visualizações no seu canal do YouTube e  duas mil curtidas na página da CIA no Facebook.

A CIA de dança tem ensaios programados todas os finais de semana para não atrapalhar a rotina de estudo e trabalho dos bailarinos. Com jornada das 8 horas às 21 horas, os ensaios acontecem na Academia da Ascec – Sindicato dos Empregados do Comércio de Caraguatatuba, na rua São Benedito, 900, no Centro.

Os interessados em fazer parte do grupo devem participar das audições presenciais que ocorrem duas vezes ao ano. As audições são anunciadas pela página do Facebook e são divididas em quatro partes, nas quais os alunos são avaliados pelos integrantes do grupo por meio de coreografias (de iniciante à profissional).

0 276

Prefeitura informa os nomes das empresas que se inscreveram para participar de processo licitatório do gerenciamento da saúde municipal.

Unidade de Pronto Atendimento de Caraguatatuba. (Foto: Acervo Fotográfico Municipal)

Secretaria Municipal de Saúde de Caraguatatuba encerrou o período de inscrições do processo licitatório destinado às Organizações Sociais de Saúde para contrato de gerenciamento de serviços na área de saúde na rede municipal.

Seis empresas se credenciaram para a disputa, são elas: Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, que trabalha com gestão hospitalar e educacional em todo o país, dentre elas a gestão do Hospital Escola de Jundiaí; Instituto ACQUA – Ação, Cidadania, Qualidade Urbana e Ambiental, referência de gestão hospitalar na cidade de São Luiz-MA, atuando no Hospital Infantil Dr. Juvêncio Mattos e das maternidades estaduais Marly Sarney, Nossa Senhora da Penha e Benedito Leite; Organização Social João Marchesi que é a empresa gestora atual da área de saúde em Caraguatatuba e do Hospital João Marchesi em Penápolis-SP.

Para completar o quadro de inscrições há a  ANAESP – Associação Nacional de Apoio ao Ensino, Saúde e Políticas Públicas de Desenvolvimento, administradora atual do Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo e do Hospital São Paolo em Santana-SP; INDSH – Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano, administradora da UPA na cidade de Ponta Grossa-PR; e CISNE – Associação Beneficente, que desde a sua fundação, em 1986, atende crianças, jovens, adultos e idosos com limitação de autonomia psicossocial (deficiência mental/intelectual).

A vigência do contrato de gestão será de 12 meses, a contar de sua assinatura, podendo ser prorrogado por até 60 meses, desde que haja concordância de ambas as partes e fique demonstrada a consecução dos objetivos estratégicos e das metas estabelecidas.

A empresa licitada assumirá UBS, o Centro de Especialidades Médicas e o UPA. (Foto: Acervo Fotográfico Municipal)

De acordo com a Secretaria de Comunicação de Caraguatatuba, para a empresa ser escolhida deve atingir as metas estabelecidas no edital de concorrência pública. Dentre as exigências do edital estão ações eficazes para a administração dos serviços de saúde em urgência e emergência hospitalar fixo e móvel e também desenvolver ações e metas para a gestão de pessoas e para a articulação com a rede de serviços.

O Instituto João Marchesi é a atual Organização Social responsável pelo atendimento, porém o contrato venceu em março e recebeu um aditamento até junho.

O motivo da abertura de um novo processo licitatório deve-se a problemas identificados no contrato atual e a atual administração espera que com estas alterações haja uma maior cobertura de atendimentos e a ampliação de serviços à população.

A empresa vencedora assume todos os serviços de atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) e nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Primavera e do Bairro Perequê Mirim.

O novo plano de ação será formulado pela Secretaria da Saúde juntamente com a organização social que for escolhida, após analisar as necessidades de mudanças levantadas pela população de Caraguatatuba.

 

0 160
Programação fixa na entrada da videoteca. (Foto: Sammara Albuquerque)

Os frequentadores do Cine Clube de Caraguatatuba devem esperar por alterações no funcionamento dessa atividade nos próximos meses. A informação foi admitida nesta semana pelo responsável do projeto, Deni Wilson de Almeida, que aguarda as novas orientações da administração que assumiu a cidade no início do ano.

Almeida disse não saber ainda quais serão essas modificações, mas tudo indica que objetivam contornar a falta de público, aparentemente reflexo da pouca divulgação das atividades do projeto. Já no final do ano, a falta de frequentadores levou os responsáveis pelo projeto a reduzirem em uma noite a programação. Inicialmente oferecidas de quinta-feira a domingo, as atividades deixaram de ocorrer nas noites de sexta-feira.

Segundo Almeida, o Cine Clube funciona na Videoteca Lúcio Braun, no MACC – Museu de Arte e Cultura de Caraguatatuba, e é administrado pela FUNDACC – Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba.

O número de frequentadores varia entre 10 a 15 pessoas por dia e só é mais elevado na alta temporada, em que chega a dobrar. O motivo da maior presença de público não está relacionado apenas ao período de férias, mas também em razão da programação de filmes, que passam a ser voltados para as crianças, explica Almeida.

Já fora da temporada, a programação é dirigida aos adultos. O responsável pelo Cine Clube é quem escolhe os filmes de sábado e domingo, normalmente adquiridos por aluguel em uma locadora. Já as películas de quinta-feira são escolhidas e enviadas pelo MIS – Museu da Imagem e do Som de São Paulo.

O Cine Clube fica na Praça Cândido Motta, 72, Centro, e as sessões são realizadas a partir das 20h. O telefone do local é (12) 3883-9980.

 

0 185
Percurso dos 159 anos de Caragatuatuba. (foto: Divulgação Prefeitura Caraguatatuba/ Claudio Gomes)

A segunda etapa do Circuito Caraguatatuba Rensz de Corrida de Rua acontecerá dia 23 de Abril, em comemoração aos 160 anos da cidade de Caraguatatuba. O evento começa ás 7 horas da manhã e conta com 600 vagas.

Os atletas pagarão uma taxa de R$70 reais para o percurso de 5,5 Km e R$ 65 reais para os participantes da caminhada de 3 Km. As categorias se dividem em idades – de 20 a 24 anos, 25 a 29 anos, 30 a 34 anos, 35 a 39 anos, 40 a 44 anos,45 a 49 anos, 50 a 54 anos, 55 a 59 anos, acima de 60 anos e ACD (Atleta com Deficiência).

A esportista Jucélia Gonçalves de Paula, 37 anos, treina há 6 meses e afirma estar muito empolgada para participar do evento. “Treino por que gosto muito de correr, não para competir. Temos um grupo de treino e direcionamos ele para as corridas que vamos participar”.

Mais informações sobre as inscrições pelo telefone (12) 3885-2200, WhatsApp (12) 99755-7627, e-mail circuitocaicara@gmail.com ou pelos sites  http://www.corridaecia.com.br,  www/.minhasinscricoes.com.br e www.ativo.com.

OUTRAS NOTÍCIAS

0 12
O Centro Universitário Módulo inaugurou novos laboratórios para os cursos de Engenharia Civil e Engenharia de Produção, sendo a primeira instituição do Vale do...