Authors Posts by Patrícia Pereira

Patrícia Pereira

2 POSTS 0 COMENTÁRIOS

1 473

No próximo ano, serão iniciadas as obras de construção de um Centro de Fisiologia ligado ao Cemug

Estão abertas as inscrições para meninas, dos 14 aos 25 anos, que queiram integrar a seleção feminina de futebol de campo de Caraguatatuba e que sejam residentes na Cidade.

Segundo Alan Felipe dos Santos, coordenador de eventos e esporte do Centro Esportivo Ubaldo Gonçalves (Cemug), a Secretaria disponibiliza anualmente 6 milhões para investir nos esportes. “Usaremos parte deste valor no futebol feminino de campo”, afirma.

Há um projeto em andamento para a construção de um centro de fisiologia para atletas da Secretaria de Esportes de Caraguá, com início previsto para 2018, que foi apresentado ao Prefeito Aguilar Jr.

O centro de fisiologia contará com academia, sala de musculação, massagistas particulares, hidromassagem, piscina térmica, sistema de ultrassonografia e equipamentos de alto padrão. Serão investidos na obra 600 mil reais.

A equipe de futebol feminino de campo atualmente passa por dificuldades tanto financeiras como de infraestrutura pois não possui uma sede própria. A Secretaria de Esportes diz estar divulgando os treinos por intermédio de rádios como a Integração FM, Caraguá FM e Rádio Oceânica. Além disso, serão dados incentivos às atletas como pagamento de inscrições individuais, alimentação, cessão do campo para atletas treinarem e veículo para viagens.

Alan Felipe dos Santos afirma que a prefeitura pretende fazer investimentos na equipe. (Foto: Patrícia Pereira)

“Nossa sociedade é muito discriminadora e o futebol feminino ainda sofre muito com o preconceito. Falta ainda investimentos nesta categoria. As atletas fogem do esporte pois precocemente iniciam no mercado informal de trabalho para ajudarem as famílias ou se firmam nos estudos, buscando outras profissões bem mais rentáveis”, afirma Alan.

Segundo Ivan Leonel, coordenador de esportes da Secretaria, em Caraguá pratica-se em larga escala o futsal. Por conta disso,  nunca se firmou um processo de divulgação e implantação de um trabalho com a base do futebol.  “No futebol de campo feminino, o trabalho é bem difícil e esbarramos com o horário de trabalho e estudo das atletas”.

“A grande dificuldade é não haver uma cultura do futebol de campo feminino na Cidade, já que o foco sempre foi o futsal, que é a grande potência da cidade”, explica Pérsio Monteiro, treinador da seleção feminina de futebol de campo de Caraguá. O técnico é formado em Educação Física pelo Centro Universitário Modulo e pós graduado em futebol e futsal pela Universidade Gama Filho de São Paulo, além de possuir inúmeros cursos de extensão. Ele já atua à frente de equipes de futebol feminino desde 2007, quando começou com a seleção de Ubatuba. Pérsio está no seu primeiro ano junto à equipe de Caraguá.

A equipe participa de vários amistosos, campeonatos e jogos oficiais. Recentemente, a seleção participou dos Joguinhos da Juventude, edição 2017, com a seleção sub-19, e também está disputando a 7° copa regional de futebol feminino adulto. A prioridade agora é a preparação para os Jogos Regionais, dos quais a cidade será sede.

A seleção recentemente conquistou um fato inédito. Depois de dez anos sem vencer nesta modalidade, foi campeã da fase litoral dos Joguinhos da Juventude este ano.

Pérsio destaca que por conta de estar iniciando o trabalho com o futebol feminino, há dificuldade de conseguir uma melhor infraestrutura e incentivos como, por exemplo, vale-transporte para locomoção das atletas. “Mas acredito que quanto mais mostrarmos nosso trabalho mais ganharemos confiança e benefícios”.

As interessadas em integrar a seleção de futebol feminino devem comparecer ao Cemug munidas do RG original. As jogadoras serão observadas pelos professores Pérsio Monteiro e Ivan Leonel. O Cemug fica na Av. José Herculano, 50 – Jardim Britânia. Outras informações pelo telefone (12) 3885-2200/2166. As aprovadas integrarão a equipe de futebol feminino do município.

3 266

Nesta fase os caiçaras serão retratados. A primeira fase contemplou os indígenas e a segunda, os negros.

Frente ao Museu de Arte e Cultura de Caraguatatuba (MACC) Foto:(Patrícia Pereira)

Museu de Arte e Cultura de Caraguatatuba (MACC) apresenta até o dia 10 de junho a exposição do projeto Origens Caiçaras, que se encontra na sua terceira fase, retratando a vida, costumes, lendas e festas religiosas realizadas pelo povo caiçara. Ceramistas do grupo Ubuntu de Caraguatatuba e ceramistas do grupo OCA de Ubatuba são os expositores.

A exposição conta com  mais de 60 peças de esculturas em cerâmica e obras plásticas para apreciação, organizada em três momentos: na primeira sala há retratações das festas; já na segunda sala é possível encontrar as peças livres, com paisagens da serra do mar, e na última são apresentadas as lendas e contos dos caiçaras.

Segundo Mara Cirilo, Secretária de Cultura de Caraguatatuba, são grandes as expectativas em relação a visita ao decorrer da exposição. “Estimamos que visitarão a exposição mais de mil pessoas até o termino do evento, por conta de Caraguatatuba ser uma cidade com a maioria da população caiçara e suas raízes serem predominantes”, afirma a secretária.

A primeira fase da exposição retratou os índios e a segunda, os negros. O evento pode ser visitado no MACC (Praça Cândido Mota, nº 72), no centro da cidade,  e está sendo realizada pela a Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba (FUNDACC) junto com a Prefeitura Municipal da Cidade.

O horário de visitação é de terça-feira a sábado, das 10 ás 18 horas. A exposição é aberta ao público. Mais informações pelo telefone( 12) 3883-9980.

OUTRAS NOTÍCIAS

0 4
Coordenação do curso de Jornalismo Prof. Dr. Lourival da Cruz Galvão Júnior Coordenação de pauta e revisão Profa. Ms. Daniella Aragão Prof. Dr. Gerson Moreira Lima O FocaNaWeb é...