Food Truck aposta em virar ”point” para estudantes

Food Truck aposta em virar ”point” para estudantes

O Food Truck reserva um ambiente para o lanche rápido e algumas horas de lazer. (Foto: Divulgação)

 

Uma nova e moderna alternativa para os alunos e funcionários do Centro Universitário Módulo, o Food Truck Gato da Brasa acaba de ser instalado em imóvel  em  frente ao campus Martim de Sá. Segundo a proprietária Andréa Tofanelo, agradar os clientes com opções modernas e de ótima qualidade está em primeiro plano.

O cardápio em led é mais uma inovação no Food Truck. (Foto: Guilherme Sues)

Com experiência em realizações de eventos na área de alimentos e bebidas. Andreá decidiu investir no seu próprio negócio e o Food Truck foi a opção. Ela diz que pretende transformar o lugar em ”point”, trazendo conforto e  modernidade para os clientes.

 

 

De acordo com a proprietária, aproximadamente 90% dos clientes são alunos. Andréa diz ter pensado na comodidade dos estudantes ao criar as embalagens dos produtos comercializados no local. Dessa forma, espetinhos e os lanches variados vêm acondicionados em uma base de papelão, servindo como um pequeno prato para aqueles que optam pelo lanche no local e também para aqueles que preferem levar para viagem.

Em relação ao ambiente, Andréa explica que procurou oferecer um espaço que vai além do consumo rápido por parte dos estudantes. Para isso, idealizou uma área com bancos, mesas e cadeiras, o que permite aos clientes permanecerem por mais tempo no local.

O Food Truck inova também em relação aos produtos servidos comercializados. Andréa, de início, imaginava que os espetinhos seriam o carro-chefe do espaço. Porém, os lanches preparados artesanalmente ganharam a preferência dos clientes. ”O fato, por exemplo, dos hambúrgueres serem preparados na brasa, e não na chapa, chama a atenção da clientela”.

Inicialmente, a equipe do Food Truck entrou em contato com a Universidade, para ver se era possível montar o negócio dentro do campus, mas não houve interesse da direção. A opção foi correr atrás de corretores de imóveis. Aproximadamente um mês depois, surgiu o ponto em frente ao campus Martim de Sá, que, segundo Andréa, é o melhor para a demanda e o público-alvo.

NENHUM COMENTÁRIO ATÉ O MOMENTO

Leave a Reply